Superior Tribunal Federal

Caro leitor, não posso deixar de expressar minha perplexidade em relação ao fato que acontece no dia 22.02.2017. Acredito que o Superior Tribunal Federal acaba de ser  ultrajado em sua essência com a aprovação do nome do então Dr. Alexandre de Moraes.

Vejo que as instituições estão falindo aos poucos, esperávamos mais da operação lava jato deflagrada pelo  Juiz Sérgio Moro, que elas avançassem, que os corruptos fossem parar na cadeia e devolvessem o dinheiro roubado da união e de todos nós.

Minha perplexidade fica por conta das manobras engendradas pelos políticos que estão legislando em causa própria como por ex.: Dr Michel Temer e  todos os corruptos que estão instalados tanto na câmara como no senado. Podemos tomar como exemplo, inclusive, seus próprios presidentes: Rodrigo Maia e Eunício Oliveira, ambos citados nas delações de envolvimento na lava jato.

Para nós que acompanhamos política pode até ser normal, mas tendo em vista a opinião publica, as manifestações que vem ocorrendo desde o governo Dilma, causa estranheza a calmaria e a aprovação de tudo o que tem sido colocado em pauta nas duas casas a favor do governo Temer. Isso nos leva a crer que havia uma razão pelo fato da ex-presidente Dilma haver falado em golpe. Não estou aqui para defender um ou outro, mas ela não conseguia aprovar nem a compra de bolo de aniversário, quanto mais a reforma do teto dos gastos, chega a ser incrível como o governo em velocidade extrema tem aprovado políticas polêmicas.

Bom, você deve estar se perguntando, onde quero chegar com essa conversa, então voltamos ao cerne da questão: Dr. Alexandre de Moraes. Caro leitor, é só ver o antecedente do mesmo, filiado ao partido de Aécio Neves PSDB, qual também já foi citado na lava jato. Seu escritório já advogou para o  PCC e  Eduardo Cunha, neste caso não necessitamos nos alongar, mas agora ele vai ser o revisor da lava jato e, desta forma, estão colocando o lobo no galinheiro.

Fica claro que a velocidade e a forma como foi aprovado seu nome que a intenção dos políticos é no mínimo afrouxar as prisões dos não condenados ainda e o esvaziamento das investigações referente as delações premiadas que estão prestes a serem publicadas.

É, caro leitor, se a população não ficar atenta isso tudo pode se virar contra nós reles mortais que não temos foro privilegiado. Existem mais de 200 nomes envolvidos em delações ou seja 1/3 do congresso entre senadores e deputados e com essa votação que ele conseguiu, fica claro que eles esperam que o salvador da pátria Alexandre de Moraes, no mínimo adie as decisões… É claro que ele não legisla sozinho, mas…… Nós não sabemos o que acontece no supremo, só tenho a lamentar, não que eu seja contra ele, o que avaliando suas competências acredito que tenha condições de exercer um bom papel, uma força jovem  que chega a casa maior e com responsabilidade de tocar o país adiante, mas sim a forma como o mesmo chegou colocado pelo presidente que também foi citado na lava jato e a cumplicidade de senadores e deputados.

Ficamos por aqui, até breve! E vamos lutar para sobreviver neste país onde a casa maior esta em cheque.

Vamos Falar de Política

magem

Falar de política é fundamental para todos nós, temos que entender que a política permeia nosso dia a dia e estamos  vivendo um fase bem conturbada. Os partidos como sempre estão se digladiando, os gladiadores  são sempre os maiores como PMDB, PT, PSB, PSDB, infelizmente a briga é focada em palanque político, ou seja, onde posso derrubar ou atingir meu concorrente.

Caro leitor, a situação chegou a um ponto que bem cabe uma análise minuciosa, veja as indagações:

PMDB: Partido que tem forte expressão política na história nacional. Vale lembrar a influência das diretas já com seu comandante Ulisses Guimarães nos anos 80, nesta época o partido tinha como história ser o maior partido político, mas depois das diretas tendo elegido como presidente do Brasil, o então ex presidente do Senado, Sr. José Sarney,  que por conseguinte, saiu duas vezes de seu mandato deixando a desejar, e ainda faz parte da academia brasileira de letras – veja que absurdo. Ainda bem que ele não é presidente, pois se fosse ela também faliria, talvez você não se lembre, mas ele foi o primeiro presidente civil de pois de 21 anos de governo militar, deixou o governo com o maior índice de inflação da historia do país: 900%. Passando para  a mão do Presidente Collor um enorme problema,  depois o mesmo viria a se candidatar ao senado que por sua vez esteve envolvido em 11 inquéritos, todos arquivados por corporativismo político. Pois é, este é um dos que integraram o PMDB, outros foram Orestes Quércia e Antonio Fleury Filho, ambos foram governadores de São Paulo um em seqüência do outro e pasmem, conseguiram falir o banco Banespa (Banco do Estado de São Paulo) atualmente Santander, um dos bancos mais rentáveis do seguimento. Este é o PMDB, vice presidente do Brasil na figura da raposa chamada Michel Temer, que se articulam para pegar a presidência. Estão sempre esperando a oportunidade para abocanhar mais um ministério ou uma diretoria de importância no governo, partido que nunca saiu do governo  nem na época do governo militar, devemos ficar atentos e não esquecer o passado deste partido que só fez mal para a nação.

Temos o PSDB na figura ilustre do Ex-Presidente Fernando Henrique Cardoso, o pai do plano Real, este partido também surgiu da dissidência do PMDB por idealismo político e a ganância deixou o antigo partido pelo oportunismo. Temos figuras patéticas como José Serra e Aécio Neves, um partido dirigido por uma pessoa a qual tenho admiração pela sua cultura e inteligência que é o SR. Fernando Henrique Cardoso , mas que faz de um partido totalmente atrapalhado em suas  estratégias, primeiro a insistência em fazer de José Serra presidente, um homem sem carisma e sem liderança, segundo não definir até o momento quem será seu candidato a presidência, eles insistem ainda em prévia entre José Serra e Aécio Neves. Este partido esta ruindo e esta envolvido em um escândalo muito grande referente a corrupção na licitação do metro e da CPTM  que vem dos governos Mario Covas, Geraldo Alckmin e José Serra, que envolve grandes empresas como Auston e Siemens, que cartelizaram a manutenção dos três de São Paulo, difícil essa situação.E temos quem como virtual candidato? Sr. Aécio Neves: que é mais um dos problemas que temos que  resolver.

Já o PSB do candidato Eduardo Campos ex-Governador de Pernambuco não foge a regra. Antigo aliado do PT no governo se lançou candidato agora, com Marina Silva como vice, ganha força e  com certeza irá atrapalhar  a candidatura à reeleição de Dilma Rouseff. É engraçado, os aliados estão criando asas e voando, seria um erro de estratégia do governo? Seria ambição pelos cargos públicos? Com certeza é de ser analisado, mas este também esta envolvido em um escândalo referente a superfaturamento no porto de SUAPE em Pernambuco, escândalo que virá a tona e com certeza irá ofuscar sua candidatura, acredito que Marina Silva ter se aliado a Eduardo Campos não foi uma grande estratégia, Marina é monofásica, só fala de ecologia e Eduardo pensa somente em desenvolvimento social, o Brasil necessita mais do que isso, vamos ver  no que vai dar.

Agora o PT este realmente esta com problemas, temos a figura do Ex-Presidente Lula que segura sem dúvida nenhuma a candidatura de Dilma, mas os últimos acontecimentos, como mensalão  e agora com o escândalo da PETROBRAS vai ficar difícil, a população trabalha com memória atual e não passada, o governo Dilma foi marcado por tentativa e erro, um governo que não decolou e parece que ficou muito tempo na pista e agora não tem combustível para a decolagem. Existe uma preocupação muito grande, como irá ficar o Brasil? A inflação esta subindo, as denúncias estão aparecendo, a presidenta Dilma esta perdendo popularidade, o governo esta inerte, é o PMDB na espera dos resultados, já existe revoltosos dentro do governo querendo que o PMDB deixe de ser aliado, vamos ver o que acontece.

Uma Analise crítica do cenário político

Caro leitor me arrisco a colocar uma observação frente a este cenário, vejamos primeiramente a situação do PMDB, um partido que nunca foi nada e a sua contribuição para a nação sempre foi de exploração e corrupção, como pode ter credibilidade, veja sua  história.

O PSDB, é um partido retrogrado e com sua base focada na história do Plano Real e no Ex-Presidente  Fernando Henrique, necessita de atualização e modernização, sua imparcialidade e a insistente crítica ao governo do PT não levará a lugar nenhum, ele tem que ter novos horizontes.

O PSB, um partido que acredita ter um candidato forte e uma vice  candidata conhecida, mas monofásico, só tem um discurso ecológico, não tem muito futuro nesta empreitada, o Brasil é muito maior que o nordeste, e esta campanha não têm consistência.

O PT, tem tudo para emplacar mais um mandato, mas, o atual cenário não favorece esta candidatura, o Ex presidente Lula irá ter muito trabalho para fazer a divulgação e a alavancagem da reeleição de Dilma, acredito que o PT deveria abandonar o PMDB e Partir com candidatura única, pois a traição esta rondando o palácio do planalto, acredito também que um erro estratégico levou o PT a esta situação, era só dar a vice presidência ao Eduardo Campos que a vitória estaria garantida, quem vai tirar voto da Dilma é ele e não os outros, mas… Se conselho fosse bom eu venderia.

O PT já tem partidarismo forte, e seria capaz de uma nova filosofia para alçar um novo recomeço. O Brasil necessita mudar, a presidenta Dilma e o Ex-Presidente Lula estão focados em um governo progressista e social. Estamos vivendo um momento delicado, o Brasil pode retroagir andar para trás frente as novas candidaturas, é duro dizer mas estamos às vésperas de um caos político, não sei onde podemos chegar, a inflação em alta e os escândalos aparecendo, fico preocupado, mas temos que tomar decisão sempre, e espero que a maturidade política dos brasileiros estejam afloradas, pois se errarmos iremos pagar o preço, pois todos sabemos que colocar o político é fácil difícil e tirar.

Termino por aqui apos um reflexão profunda sobre o cenário político, boa semana a todos.

Mais um dilema de Dilma

dilema de dilma

Imagem: VejaOnline

Caríssimo leitor, vivemos hoje um problema maiúsculo. Estamos no início de 2013 e já se fala na eleição de 2014 que ocorrerá somente no final do ano.

É natural que esta disputa venha a acontecer, pois caso a Presidente Dilma venha a vencer as eleições, o PT com todas as atribulações que passou ficará no poder por 18 anos. Já se deram conta disso?

Os adversários querem entrar a qualquer custo. Aécio Neves é o candidato mais preparado para isso, mas está em um partido que não o ajuda: o velho PSDB que vem insistindo com o velho e, candidato a tudo, José Serra.

Já Marina Silva lança um partido novo, o “Rede Sustentabilidade”, na esperança de se colocar novamente no cenário político levantando a bandeira da ética e desenvolvimento do país pelos justos.

Eduardo Campos (PSB), o mais temido pois corre por fora e tem parte dos votos do governo no nordeste, não tem chance mas rouba preciosos votos para a reeleição de Dilma, mas parece que não tem jeito ele irá mesmo sair candidato.

Vejam abaixo as combinações:

organograma eleicoes 2014